domingo, 6 de dezembro de 2009

GREASE











Grease - Nos Tempos da Brilhantina



Direção: Randal Kleiser

ANO: 1978

Roteiro: Jim Jacobs, Warren Casey

Gênero: Comédia/Musical/Romance

Origem: Estados Unidos

Duração: 110 minutos



Elenco:

- John Travolta Danny Zuko
- Stockard Channing Betty Rizzo
- Olivia Newton-John Sandy Olsson
- Jeff Conaway Kenickie
- Barry Pearl Doody
- Michael Tucci Sonny
- Kelly Ward Putzie
- Didi Conn Frenchy








Sinopse:




Na Califórnia na década de 50, Danny (John Travolta) e Sandy (Olivia Newton-John), um casal de estudantes, trocam juras de amor no verão, mas se separam, pois ela voltará para a Austrália com o fim das férias. Entretanto, os planos mudam e Sandy por acaso se matricula na escola de Danny. Para fazer gênero ele lhe dá uma esnobada, mas os dois continuam apaixonados, apesar do relacionamento ter ficado em crise. Esta trama serve como pano de fundo para retratar o comportamento dos jovens da época.Muita música e clips musicais embalam a trama.







COMENTÁRIO:



Filme dos anos 80 que trata dos problemas da adolescencia da época, já surgindo a preocupação da gravides na adolescencia, drogas, raxas de carros entre outros problemas que norteavam e ainda norteiam a realidade da adolescencia, como por exemplo a preocupação em que profissão seguir no futuro.



É a história de vários adolescentes que estão no último ano da escola, e vão fatalmente se separar,é pra eles uma tristeza pensar que não vão mais poderem se ver todos os dias, mas a constatação de que a amizade entre eles nunca acabará.



Sou suspeita pra recomendar o filme, já que sou fã do JOHN TRAVOLTA e gosto de todos os filems q ele fez...mas...



RECOMENDO!!!



*CURTAM A ANIMAÇÃO QUE FOI FEITA ESPECIALMENTE PARA O INICIO DO FILME*








Um comentário:

alezandri disse...

Esse é daqueles filmes que marca uma geração, desde o dia em que vi pela primeira vez, e já lá vão mais de 20 anos, nunca mais esqueci esse filme.

Tudo se completa, o romance de verão com os temas musicais que ficam eternamente no ouvido.

Saudades de ver novamente... tenho que procurar por ele.

Abraço!